Fundador Reinhold Würth

A partir de um pequeno negócio do pai, Reinhold Würth criou um grupo de 400 empresas distribuídas por 84 países. Em 2017, as vendas atingiram os 12,7 mil milhões de euros. Sempre com um papel social importante.

imagem

Reinhold Wurth, nascido em 1935 em Öhringen, em 1949 aos 14 anos entrou no negócio grossista de parafusos de seu pai em Kunzelsau - Alemanha, primeiro como aprendiz e segundo como colaborador.

Em 1952, Reinhold concluiu a sua formação como vendedor grossista, passando com êxito o exame que teve de fazer perante a Câmara do Comércio e Indústria. Com a morte prematura do pai em 1954, Reinhold Wurth, na altura com 19 anos, assumiu a gerência da empresa. Nas décadas seguintes Reinhold Würth transformou um negócio local num grupo representado em todo o mundo. Hoje em dia, o Grupo Würth encontra-se em 84 países com mais de 400 empresas e em 2010 a empresa registou um volume de vendas de 8,6 mil milhões de euros.

Em 1994 Reinhold Würth retirou-se da administração da empresa e assumiu a posição de presidente do Conselho Consultivo do Grupo Würth. No dia 1 de Março de 2006 a sua filha Bettina sucedeu-o nesta função. Reinhold Würth continua a ser o Presidente do Conselho Consultivo das Fundações.

Ao longo da sua carreira profissional, Reinhold Würth, tem-se dedicado ao estudo de questões psicológicas como a motivação de colaboradores, cultura de gestão e ética profissional. Dedica ainda grande parte do seu tempo a questões culturais. A aquisição do quadro a aguarela de Emil Nolde nos anos 60 marcou o início da sua paixão em colecionar obras de arte. Entretanto, conta com uma impressionante coleção de arte com mais de 9 mil obras de arte, entre elas quadros, desenhos e esculturas de Edvard Munch, Pablo Picasso, Alfred Hrdlicka, Markus Lüpertz ou Christo.

No final de 1991, o patrono de arte tornou pública a sua coleção, inaugurando um novo edifício administrativo em Künzelsau-Gaisbach, que também inclui um museu. O Museu da Arte Moderna dos séculos XX e XXI encontra-se aberto ao público e aos colaboradores permanentemente. Todos os anos, apresenta três ou quatro exposições diferentes. Outro fórum atrativo para a coleção de arte foi iniciado e inaugurado por Reinhold Würth em Maio de 2001, trata-se do Salão de Arte Würth em Schwäbisch Hall.

A sua atividade empresarial, assim como o seu empenho social e cultural têm sido aspectos reconhecidos através de inúmeras distinções e convites para membros de várias associações.

Reinhold Würth está envolvido em vários conselhos consultivos, comités e associações (entre outras é o presidente da "Gesellschaft zur Förderung des württembergischen Landesmuseum e.V.", presidente do "Freunde der Burgfestspiele Jagsthausen e.V." ou do grupo de cidadãos "Pró Region Heilbronn-Franken").

Apaixonado pela aviação (licença de piloto profissional/ATPL) e por motos (Harley-Davidson), está casado com Carmen Würth e têm três filhos, Marion, Bettina e Markus.

Até ao final do semestre de Verão de 2003, Reinhold Würth foi o responsável pelo Instituto Inter-facultativo de Gestão na Universidade de Karlsruhe.

Recebeu ainda a distinção de Doutor Honoris Causa e de Senador Honorário na Universidade de Tübingen, da Cruz Serviço Distinto de 1.ª classe da Ordem de Mérito da República Federal da Alemanha e a Medalha de Mérito Económico do Estado de Baden-Württemberg. Em 1997 foi nomeado cidadão honorário da cidade de Erstein em França. Como reconhecimento dos seus méritos especiais e extraordinário empenho na divulgação da cultura e arte francesa, Reinhold Würth foi distinguido com a Medalha "Chevalier dans l'Ordre dês Arts et dês Lettres" pelo Ministério da Cultura francês em Março de 2000. Devido ao seu empenhamento nas causas culturais e sociais, o Sr. e a Sr.ª Würth foram nomeados cidadãos honorários da cidade de Künzelsau em Abril de 2003. Em Março de 2004 Reinhold Würth recebeu a honra de "Chevalier de l'Ordre de la Légion d'Honneur". Em Abril do mesmo ano foi entregue a Reinhold Würth a "Medalha Ludwig-Erhard" pela Fundação Ludwig Erhard em Bona, pelos seus méritos na economia de mercado social. Em Maio de 2004 Reinhold Würth surge no Business Hall of Fame (por iniciativa da revista de gestão e da Casa da História da República Federal da Alemanha em Bona. Em Junho de 2004 Reinhold Würth recebeu o Prémio dos Fundadores Alemães pela obra de uma vida. Este prémio é atribuído uma vez por ano pela Startup e parceiros Stern, banco Sparkassen, McKinsey & Company e canal televisivo ZDF a empresas em várias fases de uma existência de êxito - desde o seu início à obra de uma vida.

Em 2005 o Professor Reinhold Würth foi nomeado Senador Honorário da Universidade de Estugarda. Com base numa decisão régia, o Professor Reinhold Würth foi nomeado em Novembro de 2005 Oficial da Ordem Oranien-Nassau.

Em Maio de 2007 a Universidade de Palermo concedeu ao empresário um doutorado honoris causa em história da arte e museologia pelo seu vasto empenho cultural em Palermo.

Em Novembro de 2007 a Universidade de Louisville (Kentucky, EUA) condecorou o Prof. Dr. h.c. mult. Reinhold Würth com o título de doutor honoris causa pelo seu empenho exemplar económico, social e cultural.

Professor Reinhold Würth - O Visionário , para o exercício de 2020, o Grupo Würth estabeleceu como meta para gerar uma faturação de EUR 20 mil milhões com 100.000 empregados.